A INFLUÊNCIA DA BIOPOLÍTICA NA CONSTITUIÇÃO DA VIDA HUMANA: UMA LEITURA DOS DISPOSITIVOS DE CONTROLE EM FOUCAULT

Elinalva Pinto de Carvalho

Resumo


A problemática que fomenta o presente trabalho se pauta no desenvolvimento de um poder capaz de moldar, aperfeiçoar e construir as relações sociais humanas, a partir de, práticas voltadas ao controle da espécie. Este trabalho analisa a complexa relação entre Vida e política que configura as tecnologias de poder e seu potencial na constituição dos sujeitos. Assim, a vida se transformou em uma estratégia da política moderna, quando esta passou a gerenciar os processos biológicos da população. Esta dimensão do poder da vida rompeu com a própria concepção do que podemos compreender por vida, na qual foi investida, configurada e reconfigurada. Dessa forma, os moldes do poder sobre a vida se notabilizam pela crescente capitalização da potência da vida. Em linhas gerais o poder se apoderou de todo movimento corporal e biológico. O que percebemos foi que a vida natural (zoé) foi transformada num meio político em que uma série de investidas passam a determinar e controlar as experiências como fenômenos que interessam ao governo dos homens.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.