Contribuições da psicologia para a compreensão das relações entre a espiritualidade, a religiosidade e as experiências anômalas

Fátima Regina Machado, Wellington Zangari, Everton de Oliveira Maraldi, Leonardo Breno Martins, Alessandro Hideki Shimabucuro

Resumo


Em todas as épocas e culturas investigadas, há relatos de experiências insólitas, hoje conhecidas academicamente como experiências anômalas. Contudo, ainda há muita controvérsia e lacunas de conhecimento sobre elas e sobre suas relações com espiritualidade, religiosidade e temas tradicionais da psicologia como atitudes, percepção, correlatos neuronais e influência social. O assunto tem grande relevância para a psicologia e para áreas afins não unicamente por tais lacunas, mas por essas experiências apresentarem grandes implicações sociais e clínicas, como ao considerarmos seu papel nevrálgico em diversos contextos sociais e o diagnóstico diferencial entre elas e transtornos mentais. À guisa de síntese, este capítulo discute diversas interfaces entre experiências anômalas, espiritualidade, religiosidade e construção de conhecimento em psicologia, ressaltando suas controvérsias e direções promissoras.


Palavras-chave


espiritualidade, religiosidade, experiências anômalas, psicologia, filosofia

Texto completo:

PDF

Referências


Berger, P. L. & Luckmann, T. (1966). A construção social da realidade(23 ed). Rio de Janeiro, RJ: Vozes, 2003.

Blackmore, S. (1984) A Postal Survey of OBEs and other Experiences. Journal of the American Society for Psychical Research, 523, 225-244.

Cardeña, E., Lynn, S. J. & Krippner, S. (Ed.). Varieties of anomalous experience: examining the scientific evidence (2nd ed). Washington, DC: APA,. 2014.

Doyle, A. C. (1960). História do Espiritismo. São Paulo, SP: Pensamento.

Goode, E. (2000). Paranormal beliefs: a sociological introduction. Illinois, IL: Waveland Press.

Haraldsson, E. (1985). Representative national surveys of psychic phenomena: Iceland, Great Britain, Sweden, USA and Gallup’s multinational survey. Journal of the Society for Psychical Research, 53, 145-158.

Hood, R. W. (2005). Mystical, spiritual and religious experiences. In: Paloutizian, R. F. & Park, C. L. (Ed.) Handbook of the psychology of religion and spirituality. (pp. 348-364). New York, NY: Guiford Press.

Holt, N., Simmonds-Moore, C., Luke D. & French, C. (2012). Anomalistic psychology. Hampshire: Palgrave Macmillan.

Irwin, H.J. (1985). Parapsychological phenomena and the absorption domain. Journal of the American Society for Psychical Research, 79, 1-11.

Irwin, H.J. (1994) An Introduction to Parapsychology (2nd ed.). Jefferson, NC: Mc Farland.

James, W. (1995). As Variedades da Experiência Religiosa: um estudo sobre a natureza humana. (A.M. Cajado, trad.). São Paulo, SP: Cultrix. (original publicado em 1902).

Jung, C.G. (2001). Memórias Sonhos Reflexões. (D. F. Silva, trad.). Rio de Janeiro, RJ: Nova Fronteira. (original publicado em 1961).

Kennedy, J. E., Kanthamani, H. & Palmer, J. (1994). Psychic and spiritual experiences, health, well-being, and meaning in life. The Journal of Parapsychology, 58, 353-383.

Kennedy, J. E., & Kanthamani, H. (1995). An exploratory study of the effects of paranormal and spiritual experiences on peoples' lives and well-being. The Journal of the American Society for Psychical Research, 89, 249-265.

Kramer, W., Bauer, E., & Hövelmann, G. (Orgs.) (2012). Perspectives of Clinical Parapsychology : An Introductory Reader. Bunnik : Stichting HJBF.

Kuhn, T. S. (1978). A estrutura das revoluções científicas. São Paulo, SP: Perspectiva.

Machado, F.R. (2003). A Ação dos Signos nos Poltergeists. Estudo do processo de comunicação dos fenômenos Poltergeist a partir de seus relatos. (Tese de Doutorado), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, SP.

Machado, F. R. (2008) Consciência, Espiritualidade e Psicocinesia: limites e possibilidades de estudo. In: Anais do Simpósio Nacional sobre Consciência, 3. Fundação Ocidemnte (CD-ROM). Salvador, BA..

Machado, F. R. (2009a). Experiências Anômalas na Vida Cotidiana: Experiências extra-sensório-motoras e sua associação com crenças, atitudes e bem-estar subjetivo.(Tese de Doutorado). Instituto de Psicologia. Universidade de São Paulo.

Machado, F. R. (2009b) Algumas reflexões sobre as implicações dos estudos da psicocinesia na compreensão da consciência e da espiritualidade. Anais do 5º Encontro Psi: A Variedade das Experiências Humanas. Instituto Pernambucano de Pesquisa Psicobiofísicas (pp. 15-24). Recife, PE.

Machado, F. R. (2010). Experiências anômalas (extra-sensório-motoras) na vida cotidiana e sua associação com crenças, atitudes e bem-estar subjetivo. Boletim Academia Paulista de Psicologia, 30 (79), 462-483.

Marçolla, B., & Mahfoud, M. (2002). A luz verde do Morro Vermelho: a elaboração da experiência do sobrenatural em uma tradicional comunidade mineira. Psicologia em Revista, Belo Horizonte, 8(12), 83-94.

Maraldi, E. O. (2011). Metamorfoses do espírito: usos e sentidos das crenças e experiências paranormais na construção da identidade de médiuns espíritas. 454f.(Dissertação de Mestrado). Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo.

Maraldi, E. O. (2014). Dissociação, crença e identidade: uma perspectiva psicossocial. 629f. (Tese de doutorado). Instituto de Psicologia: Universidade de São Paulo.

Martins, L B. (2011). “Contatos imediatos”: investigando personalidade, transtornos mentais e atribuição de causalidade em experiências subjetivas com óvnis e alienígenas. 323f. (Dissertação de Mestrado). Instituto de Psicologia: Universidade de São Paulo.

Martins, L. B. (2015). Na trilha dos alienígenas: uma proposta psicológica integrativa sobre experiências Tese. 455f. (Doutorado). Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo.

Martins, L. B., & Zangari, W. (2012). Relações entre experiências anômalas tipicamente contemporâneas, transtornos mentais e experiências espirituais. Revista de Psiquiatria Clínica, 39(6), 198-202.

Menezes Júnior, A., Moreira-Almeida, A. (2009). O diagnóstico diferencial entre experiências espirituais e transtornos mentais de conteúdo religioso. Revista de Psiquiatria Clínica, 36(2), 75-82.

Moreira-Almeida, A., & Cardeña, E. (2011). Diagnóstico diferencial entre experiências espirituais e psicóticas não patológicas e transtornos mentais: uma contribuição de estudos latino-americanos para a CID-11. Revista Brasileira de Psiquiatria, 33(1), 21-28.

Northcote, J. (2007). The paranormal and the politics of truth: a sociological account. UK (Exeter): Imprint-Academic.

Otto, R. (1992). O Sagrado. Lisboa, PT: Edições 70. (original publicado em 1923).

Pafford, M. (1973). Inglorious wordsworths: a study in some transcendental experiences in childhood and adolescence. London, UK: Hodder & Stoughton.

Palmer, J. (1979) A Community Mail Survey of Psychic Experiences. Journal of the American Society for Psychical Research, 73, 221-251.

Shimabucuro, A. H. (2010). Representações sociais de fenômenos anômalos em profissionais clínicos de Psicologia e Psiquiatria. 258f. (Dissertação de Mestrado). Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo.

Sparks, G. G. (2001). The relationship between paranormal beliefs and religious beliefs. Skeptical Inquirer, 18, 386-395.

Targ, E., Schilitz, M., & Irwin, H.J. (2001). Psi-related experiences. In E. Cardeña, S.J. Lynn, & S. Krippner (Eds.), Varieties of anomalous experience: Examining the scientific evidence (pp. 219-252). Washington, DC: American Psychological Association.

Teixeira, F (2005). O Potencial libertador da espiritualidade e da experiência religiosa. In: Amatuzzi, M. M. (Org.). Psicologia e espiritualidade. São Paulo, SP: Paulus

Torres, C. (2016). Religiosidade e experiências anômalas no protestantismo brasileiro. Tese. 167f. (Doutorado). Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo.

Valle, J.E. (2005) Religião e Espiritualidade: um olhar psicológico. In: Amatuzzi, M. M. (Org.). Psicologia e espiritualidade. São Paulo, SP: Paulus

Zangari, W. (2003). Incorporando papéis: Uma leitura psicossocial do fenômeno da mediunidade de incorporação em médiuns de Umbanda, 350 f. (Tese de Doutorado). Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Zangari, W. (2005). Uma leitura psicossocial do fenômeno da mediunidade de Umbanda. Boletim Academia Paulista de Psicologia, 15, (3), 70-88.

Zinnbauer, B. J. & Pargament, K. I. (2005). Religiousness and spirituality. In: Paloutizian, R. F. & Park, C. L. (Ed.) Handbook of the psychology of religion and spiri tuality. (pp. 21-42). New York: Guiford Press.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.