Texto criativo, texto estranho, ponto de vista nativo e autobiografia indígena: discussões teórico-metodológicas para uma fundamentação da crítica literária indígena na contemporaneidade

Julie Dorrico

Resumo


Este ensaio visa discutir teorias que circundam a produção literária indígena na contemporaneidade. As discussões em torno da produção literária ameríndia colaboram para se pensar em uma fundamentação teórico-metodológica voltada à cultura indígena. Nesse sentido, texto criativo, texto estranho, escritas de ouvido, autobiografia indígena desdobram-se em reflexões acerca do lugar dos textos extraocidentais, como se lê estes textos estranhos, como ocupar um ponto de vista nativo e como perceber a extrospecção nestes textos literários de produção indígena. Tendo enquanto suporte autores como Antônio Risério (1992), Sérgio Medeiros (2006), Marília Librandi-Rocha (2012), Oscar Sáez (2006) e Suzane Lima Costa (2014), postos respectivamente aos conceitos apresentados, proponho-me a pensar nestas teorias como ponto de partida para uma fundamentação axiológica própria ao cânone crítico indígena.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Inês. Desocidentada: experiência literária em terra indígena. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

CABALLÉ, Anna. Aspectos de la literatura autobiográfica en Espanha. Scriptura, n. 2, p. 39-50, 1986. Disponível em: . Acesso em 15 jul. 2017.

COSTA, Suzane Lima. Povos indígenas e suas narrativas autobiográficas. In: Estudos Linguísticos e Literários, n. 50, p. 65-82, jul-dez, Salvador, 2014.

DALCASTAGNÉ, Regina. Literatura brasileira contemporânea: um território contesta-

do. Vinhedo: Editora Horizonte, 2012.

GUEDES, Peonia Viana. Narrando o sujeito feminino de origem indígena: práticas autobiográficas na construção de identidades pessoais e culturais. In: HARRIS, Leila Assumpção (org.). A voz e o olhar do outro. Rio de Janeiro. Editora Letra Capital, 2009, p. 68-80. Disponível em: . Acesso em: 22 jul. 2017.

LIBRANDI-ROCHA, Marília. Escutar a escrita: por uma teoria literária ameríndia. In: O eixo e a roda, v. 21, n. 2, p. 179-202, 2012. MEDEIROS, Sérgio Luiz Rodrigues. Ainda não se pode ler em Xavante. In: MEDEIROS, Sérgio; DINIZ, Alai Garcia (Org.). NELOOLL. Florianópolis: NELOOL (UFSC),

, v.1, p. 1-6.

RISÉRIO, Antônio. Palavras canibais. Revista USP, São Paulo, n.13, p. 26-43, mar./abr./mai. 1992.

SÁEZ, Oscar Calavia. Autobiografia e suje


Apontamentos

  • Não há apontamentos.